Imagine dois times num mesmo barco remando em direções opostas e brigando um com o outro para provar que a sua direção é a correta. O que você acha que vai acontecer com o barco?

Na melhor das hipóteses, ele vai ficar estagnado, mas há uma chance de afundar. Isso porque, como todos sabemos, duas forças opostas atuando sobre um mesmo corpo podem fazê-lo ruir.

Agora, imagine esse barco sendo uma empresa e os dois times sendo de Marketing e Vendas. Desastroso, não é mesmo? Infelizmente, durante muitos anos essa situação não era incomum. Isso porque a relação entre essas duas áreas era baseada muitas vezes em competição, rivalidade e oposição, trazendo prejuízos e muita dor de cabeça para gestores e líderes.

Mas, essa realidade vem se alterando ao longo do tempo, principalmente depois que o conceito de Vendarketing foi criado e implementado por diversas empresas de sucesso.

Quer saber o que é e como ele pode mudar a cultura e trazer resultados positivos para o seu negócio? Então confira o artigo!

O que é Vendarketing, afinal?

Ele veio da palavra em inglês smarketing, que é a junção dos termos “sales” (vendas, em português) e “marketing”. Dessa forma, podemos concluir que Vendarketing significa o alinhamento das estratégias das áreas de vendas e marketing da empresa. Isso permite que ambos os setores trabalhem em conjunto para aumentar a geração de lucro da empresa.

Como implementar o Vendarketing?

Num primeiro momento, pode parecer difícil e requerer um grande esforço por parte dos gestores das duas áreas. No entanto, com algumas ações simples e efetivas é possível aplicar esse conceito sem grandes dificuldades. Veja mais sobre essas ações:

SLA

O primeiro passo para a implementação do Vendarketing em uma empresa é desenvolver um Service Level Agreement — Acordo de Nível de Serviço.
Em outras palavras, quer dizer que será necessário criar um conjunto de regras para determinar as ações de cada departamento. Além disso, as respectivas metas e termos de compromisso também serão ser discriminadas.

Poderá ser determinado que o time de marketing fique com certas responsabilidades. Por exemplo: captação de leads (dados como nome, e-mail, telefone), indicação de quais leads têm maior potencial de conversão e estabelecimento de um número mínimo de leads que será repassado ao time de vendas.

A equipe de vendas, por sua vez, poderá ficar responsável por estabelecer contado com os leads repassados pelo marketing em no máximo 50 minutos e tentar pelo menos 4 contatos antes de abandonar um lead.

Linguagem

Fazer um glossário com a definição de alguns conceitos-chave em comum poderá ser bastante vantajoso. Por exemplo, o próprio termo “lead” pode significar coisas diferentes para cada setor, bem como SQL – Sales Qualified Lead (Leads Qualificados de Vendas) ou MQL – Marketing Qualified Lead (Lead de Marketing Qualificado), entre muitos outros termos.

Reuniões

Fazer reunião periódicas com ambos os setores é fundamental para garantir o sucesso dessa estratégia. Além disso, as reuniões permitem verificar se os objetivos foram alcançados, bem como estabelecer mais ações para que a ajuda mútua entre os dois times seja aumentada.

O recomendado é que essas reuniões aconteçam a cada 15 dias e no mínimo 1 vez ao mês.

Métricas e indicadores

Apesar de alguns desempenhos poderem (e deverem) ser medidos separadamente, é preciso haver algumas métricas e resultados em comum.
O ROI (Retorno sobre Investimento), por exemplo, pode ser calculado com base na junção das ações de ambos os times. Assim, o ROI ficará sendo do setor de Venderkating (e não separadamente de Marketing e Vendas).

Softwares

Além de integrar as ações, é importante também integrar os softwares, sobretudo aqueles utilizados para armazenar dados. O CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), por exemplo, é uma ferramenta que pode ser compartilhada para ambas as áreas de Marketing e Vendas. Ela permite, principalmente, que cada uma das áreas tenha acesso e receba uma notificação imediata quando um novo lead tiver sido cadastrado ou uma compra tiver sido fechada, por exemplo.

Conclusão

Como pudemos perceber, só existem vantagens na implementação do Vendarketing. Isso porque os dois principais setores responsáveis pelos ganhos diretos de um negócio unirão suas forças, conhecimentos e estratégias em prol de um único objetivo: gerar lucro e garantir o crescimento da empresa!

Escrito por