Rapport: o que é e como usar essa poderosa arma de persuasão

Sabe quando estamos conversando com uma pessoa (ou um grupo) e temos a impressão de que estamos em sintonia? Explicamos esse ocorrido falando que o nosso santo bateu, nos referindo ao fato de simpatizarmos com o outro – isso não é mágica: é Rapport (uma técnica usada para criar uma ligação de empatia entre as pessoas). Não precisa se assustar com esse termo, vamos falar mais sobre isso no decorrer deste artigo, acompanhe:

Conheça o Rapport

O Rapport é uma palavra que tem origem no termo francês “rapporter” e que significa “trazer de volta” ou “criar uma relação”. É um conceito do ramo da psicologia que é usado tanto em relacionamentos pessoais como para profissionais.

A técnica busca criar uma ligação harmônica e natural (ou seja, sem ser forçada) de respeito, confiança e empatia com as outras pessoas para que haja uma comunicação com menor resistência, assim, elas ficam mais abertas e receptivas, interagindo mais. Ou seja, é algo que fazemos institivamente durante toda a nossa vida, mas nem todos sabem que existe um termo para isso.

Para tirar qualquer dúvida, vamos ilustrar com um exemplo: já parou para pensar que existem algumas pessoas que nos damos bem logo de cara? Nós temos certeza que isso já aconteceu com você em algum momento, e isso pode ter evoluído para uma grande amizade, um relacionamento amoroso ou até mesmo um relacionamento profissional duradouro.

Ás vezes, essa sintonia aparece logo no primeiro minuto de conversa. Passamos horas e horas falando com essas pessoas e nem vemos o tempo passar. E parece que tudo se encaixa: além do assunto ser agradável, os envolvidos se mostram interessados no que se fala e se ouve – veja, não é concordar com tudo em gênero, número e grau, estamos falando sobre ser receptivo e estabelecer a sinergia.

Aí nos perguntamos o motivo disso acontecer e vem várias respostas em nossa cabeça: “nosso santo bateu”, “acho que nos conhecíamos de outras vidas”, “não sei o que houve, mas tivemos afinidade logo de cara”, “gostei porque pude ser eu mesmo com aquela pessoa”, entre outras – essa sensação de ser algo mágico e sem explicação define o Rapport.

O coach, escritor e palestrante motivacional estadunidense Anthony Robbins define esse termo como “a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É a capacidade de ir totalmente do seu mapa do mundo para o mapa do mundo dele”.

Saiba quais são as vantagens dessa técnica

Mencionamos que o Rapport ocorre quando existe aquela sensação de sintonia com o outro (podendo ser entre uma ou mais pessoas), para isso, precisa incluir três componentes comportamentais: atenção mútua, positividade mútua e coordenação. Dessa forma, essa técnica se tornou uma das maneiras mais eficientes para conseguir conquistar a confiança das pessoas.

E já que falamos em confiança, vamos introduzir as vantagens dessa técnica por esse ponto. Temos a tendência de nos deixarmos ser persuadidos quando o locutor é alguém que a gente confia. E não estamos falando só naquela confiança adquirida após anos de relacionamento. Observe as seguintes situações:

1º – Sabe quando você entra em uma loja e o vendedor quer te empurrar algum produto a todo custo? Isso assusta e te deixa desconfortável, podendo fazer com que você repense a compra (chegando até mesmo a ponto de desistir dela), certo?;

2º – Imagina aquele vendedor que chega até você, bate um papo, sorri, é simpático, tenta compreender a sua necessidade, te ajuda a achar as soluções possíveis, etc. Dá muito mais vontade de comprar com essa pessoa, não é mesmo?!

Isso acontece porque ele utilizou algumas estratégias para conseguir adquirir nossa confiança de forma instantânea – estabelecer um Rapport com você. Elas podem ser usadas de forma inconsciente (conquistar o outro com uma boa conversa, um sorriso, tendo paciência, sendo otimista, etc.) ou de forma consciente (através da técnica de espelhamento, por exemplo, que é quando se copia os principais elementos da linguagem corporal da pessoa que estamos conversando, como os gestos, expressões faciais, respiração, tom de voz, entre outros itens que facilitam a criação de empatia).

A partir disso, é possível abrir caminho para outras vantagens, tais como: quando você compreende o outro e o faz se sentir mais à vontade com você, é mais fácil conseguir conduzi-lo para o caminho que julga mais adequado (técnica usada por psicólogos e coaches), e essa interação faz com que você aumente suas relações interpessoais e aprimore os relacionamentos (pessoais e profissionais).

Conclusão e dica

Durante esse texto, falamos muito sobre o Rapport criar uma atmosfera de confiança mútua. Então, não o use para tentar manipular outra pessoa, não tente forçar algo que deve ser natural. Quando a intenção deixa de ser genuína, a outra pessoa pode desconfiar disso e reagir negativamente a sua técnica, prejudicando-o. Tenha em mente que o Rapport deve ser baseado na discrição, elegância e sutileza, além do relacionamento empático, verdadeiro, harmonioso e de sucesso.

Escrito por