Posicionamento de mercado é tão importante assim?

200 BLOG - Posicionamento de mercado é tão importante assim?

Posicionamento de mercado é tão importante assim?

Todos querem que a empresa seja a primeira a ser lembrada pelas pessoas, mas como se destacar no meio de tantos concorrentes e de tanta informação e conseguir conquistar o coração do potencial cliente? Com boas estratégias de posicionamento de mercado! É através dele que você mostrará ao público como quer que sua empresa seja lembrada e reconhecida. Se você quer saber mais sobre a importância disso para o seu negócio, continue lendo esse artigo:

Posicionamento de mercado

Antes de começar a falar sobre o que é posicionamento de mercado, vamos fazer uma brincadeira: primeiro, pense em uma empresa. Pensou? Agora, tente lembrar qual foi a primeira característica dela que veio à tona. Você deve ter pensado no sabor, em uma cor, na aparência de um produto, enfim, qualquer coisa que atrai a sua atenção.

Isso é resultado de uma estratégia de posicionamento de mercado feita de maneira impecável (devemos parabenizar a empresa por isso!). Para chegar nesse ponto de ser reconhecida de forma tão imediata é porque os valores exaltados por eles são realmente relevantes para o público-alvo – e, mais do que isso, são verdadeiros (estão de acordo com o pensamento deles)!

Isso não se refere ao produto em si, mas sim a forma como ele se faz presente na mente dos clientes – é justamente a característica que aparece de forma espontânea e imediata na mente dos consumidores e o motivo de ser lembrada antes de seus concorrentes (assim como aconteceu com você durante a nossa brincadeira).

Vamos utilizar a definição dos criadores dessa ideia Al Ries e Jack Trout para encerrar essa parte de definição do termo para prosseguir com o assunto: “posicionamento é ocupar um lugar claro, distinguível e desejável na mente do consumidor”.

Por que sua empresa precisa disso?

Pronto, com a explicação dada acima, podemos concluir que o primeiro passo é encontrar meios de chamar a atenção do potencial cliente fazendo com que ele vire muito mais do que um cliente: ele tem que ser um cliente apaixonado por sua empresa (ela precisa ocupar o coração e mente do seu público-alvo)!

E sabe o que a empresa ganha com isso? Tem maior probabilidade de crescimento e fortalecimento, fideliza os clientes, passa credibilidade de forma imediata ao introduzir novos produtos no mercado, pode alterar os valores dos produtos sem perderem os consumidores e ainda se torna a primeira opção de compra.

Como fazer isso?

Quando lidamos com pessoas, precisamos entender que nem todas pensam igual: cada uma possui uma necessidade, desejo e demanda que irão influenciar na hora de consumir algo. Por exemplo: todos podem consumir um computador de alta performance, mas a intenção de compra do designer ou fotógrafo (que trabalham com programas que exigem mais do computador) é bem diferente do desejo de um adolescente (que pode comprá-lo por status).

Não será possível atingir esses dois públicos com a mesma mensagem, por isso precisa segmentar o mercado, ou seja, pegar um grupo grande e subdividir em grupos menores, estabelecendo alguma conexão entre os desejos dos membros. Dessa forma, o profissional de marketing conseguirá criar conteúdo que impacte de forma mais assertiva cada grupo.

Pronto, temos a primeira parte do processo de posicionamento de mercado: a definição e SEGMENTAÇÃO dos clientes da sua empresa (definimos QUEM são os potenciais consumidores e QUAIS necessidades serão resolvidas).

Agora, vamos a segunda parte: a DIFERENCIAÇÃO do produto em relação a concorrência. Aqui, serão trabalhados pontos como lucratividade, superioridade, valorização, importância, inovação, acessibilidade, entre outros que devem ser explorados para ajudar a empresa a se tornar uma potência no segmento de mercado (POR QUE a empresa é a melhor alternativa para resolver tal necessidade?)

Quando unimos a segmentação do público com as características de diferenciação da empresa ou do produto (conseguimos responder às três perguntas citadas), teremos o ponto de partida do posicionamento de mercado! A partir daí, é criar algo (pode ser uma frase, um parágrafo, uma imagem, um vídeo, etc.) que sintetize a imagem da empresa e ainda fixe na cabeça do público.

Conclusão

Por fim, gostaríamos de dar algumas dicas para criar ações de posicionamento: primeiro, não foque apenas na inovação, existem muitos outros pontos que devem ser valorizados e que podem chamar mais a atenção – isso vai variar conforme o perfil do seu público; segundo, estude o seu público-alvo, porque é preciso conhecer muito bem as necessidades deles e o que eles valorizam quando vão adquirir um produto/serviço para produzir algo que seja relevante e fortaleça o elo emocional com eles, conquistando-os; e, terceiro, posicionamento de mercado não se cria, se define, ou seja, faça ações que condizem com a sua realidade e a do público-alvo, sendo assim, sempre atingirá excelentes posicionamentos!

Comentários