E-book na estratégia de marketing: saiba como fazer e divulgar!

“Os livros são abelhas que levam o pólen de uma inteligência a outra”, já dizia o poeta americano James Russell Lowell.

 

Certamente, os livros são os principais disseminadores de ideias e conhecimentos. Mas, além disso, eles também podem ser uma ferramenta poderosa de marketing para qualquer empresa, desde que produzidos de maneira correta e dentro de certos padrões.

 

Sim, estamos falando dos livros eletrônicos com foco em produção de conteúdo relevante. São os chamados e-books para captação de leads.

 

Quer saber como incluí-lo na sua estratégia de marketing? Então continue a leitura!

 

O que é um e-book?

A palavra e-book é uma abreviação do termo eletronic book, que, em português, significa livro eletrônico ou livro digital.

 

Os formatos mais utilizados são em MOBI, EPUB OU PDF, e podem ser lidos nas mais diversas ferramentas digitais. Algumas delas são desktop, tablets, smartphones ou em aparelhos feitos exclusivamente para isso, como os e-readers.

 

Qual a diferença entre em e-book comum e e-book para captação de leads?

O e-book comum costuma ser feito por meio de narrativas de diversos gêneros, como ficção, romance, biografia, drama etc. Ele não tendo padrão de escrita nem de formatação.

 

Já o e-book feito exclusivamente para captar leads é escrito de uma forma educativa, direta e sobre temas que o público-alvo da empresa possa tirar proveito.

 

Por exemplo, se você tem uma loja de equipamentos dentários, um dos perfis do público-alvo será o de profissionais da saúde bucal. Assim, a empresa poderá produzir um e-book com um tema que o ajude com isso, como um guia sobre as funcionalidades de algum equipamento, por exemplo. No entanto, é preciso deixar sempre subentendido de que, para ele atingir seus objetivos, será preciso comprar algum produto da empresa.

 

Assim, uma dica importante é sempre deixar um “gostinho de quero mais” no final do livro.

 

Como produzir um e-book que trará resultados para a empresa?

É extremamente recomendado que o empresário ou lojista contrate uma empresa de marketing digital para escrever o seu e-book. Isso porque, além de um português impecável, é preciso dominar técnicas de escrita voltadas ao marketing e publicidade.

 

No entanto, mesmo que um profissional se encarregue da produção, é o empresário que detém a “autoridade” do assunto. Dessa forma, fica a cargo dele determinar qual será o tema, o conteúdo, as referências e as características do público para o qual o livro será destinado. Entenda melhor a seguir:

  • Tema: deve ser pensado de maneira que resolva algum problema ou solucione uma dúvida do público-alvo da empresa;
  • Estrutura do conteúdo: em geral, deve-se usar como referência as regras da ABNT para numeração de títulos e subtítulos. Uma dica é fazer um esqueleto com sugestões de nomes de títulos e entregá-lo ao profissional que irá escrever o e-book.
  • Diagramação e layout: o design do livro deve ser criado tendo como base o instrumento que seu público-alvo mais utiliza para lê-lo. Se o perfil utilizar mais smartphone para leitura, por exemplo, então o layout deve ser desenvolvido para caber em uma tela menor e ficar responsivo para o leitor.
  • Tamanho do livro: em geral, os e-books são pequenos quando comparados a livros comuns, contendo entre 3 mil e 6 mil palavras. O número de palavras deve ser definido pelo empresário antes da produção do e-book.

Como divulgar e disponibilizar o e-book para o público?

Produzir um livro que não será lido é como um palhaço sem público, ou seja, não tem serventia de nada. Por isso, é preciso investir em ferramentas para disseminar o e-book àquele público que terá chances de ser convertido em comprador. Não adianta, por exemplo, distribuir panfleto na rua, pois isso será um desperdício de recurso e tempo. Confira algumas maneiras efetivas de promoção de e-book:

 

Landing Pages

Uma das maneiras de fazer isso é criar uma landing page. Isso é, desenvolver uma página com menos links e elementos do que um site comum, objetivando o destaque o livro. Além disso, landing pages também costumam convidar o usuário a se cadastrar e fazer o download gratuito do e-book.

Redes sociais

O Facebook, Instagram, Linkedin etc. são ótimos meios para atrair o público certo para o seu e-book. Pode-se fazer isso investindo em links patrocinados ou apenas com a produção de conteúdo que divulgue o e-book.

 

Contudo, não se pode esquecer de inserir chamadas para a ação (CTA) chamativas que levem o público à página de download do livro.

 

E-mail Marketing

Uma boa maneira de fazer com que o seu e-book seja lido é criando uma campanha de e-mail marketing.
Para que dê resultado, a estratégia precisa ter algumas características. Alguns exemplos são:assunto de e-mail curto e criativo, personalização do destinatário, assunto convidativo e um CTA impossível de ser ignorado.

 

Conclusão

Produzir um e-book pode ser uma forma bastante eficiente de captar os potenciais clientes do seu negócio. No entanto, para dar certo, ele precisa ter um tema bem definido, um conteúdo bem escrito e ser divulgado pelos meios corretos.

Escrito por