Como fazer um conteúdo viralizar?

198 BLOG - Como fazer um conteúdo viralizar?

Como fazer um conteúdo viralizar?

O Marketing Viral é uma estratégia que tem como objetivo fazer uma campanha memorável se popularizar através do compartilhamento da mensagem do material. A distribuição acontece de forma tão rápida que a gente fala que “o conteúdo viralizou”, porque se espalhou para muitas pessoas em pouco tempo, igual uma epidemia mesmo (e daí vem o nome da estratégia). Vamos falar mais sobre esse assunto e mostrar o que sua campanha precisa ter mais chances de viralizar:

O que torna um conteúdo viral?

A gente já adiantou a definição do que é marketing viral, mas vamos aprofundar mais sobre o assunto, porque, apesar do nome não ser um dos mais atrativos (convenhamos, a relação com a palavra vírus dá sensação de ser algo ruim), a estratégia em si é muito interessante e, mais do que isso, ela traz diversos benefícios para a sua empresa.

Você já deve ter reparado como algumas coisas se popularizam de forma vertiginosa: você recebe algum conteúdo de um amigo (pode ser um texto motivacional, um clipe musical, uma entrevista, uma publicação, uma notícia, uma propaganda, etc.) e, em instantes, parece que todos ao seu redor estão falando sobre isso.

As vezes chega a ser assustador o modo como as informações são transmitidas de forma tão rápida e, devido a popularização da internet, isso ficou mais ágil ainda – em questão de segundos, um conteúdo é capaz de cruzar o mundo sem muito esforço.

Mas não é só através dos ambientes virtuais que algo pode se torna “viral”: qualquer meio ajuda nisso (televisão, jornal, etc.). O que importa é que ele precisa atingir muitas pessoas, porque serão elas que irão espalhar o conteúdo (podemos dizer que o canal de distribuição utilizado para popularizar a mensagem, portanto, deve ser o próprio público).

Calma, vamos explicar esse ponto melhor: independente do que for, para ser “viral” precisa chamar a atenção do público, fazendo com que eles se identifiquem com o material para compartilhar com outras pessoas que possivelmente se interessarão por aquilo e, consequentemente, também disseminariam o conteúdo para mais pessoas interessadas – e assim por diante.

Marketing Viral

Essa teoria de funciona de transmissão de uma informação através do “boca-a-boca” funciona muito bem dentro do marketing porque:

– Passa confiança: empresas que foram indicadas por pessoas próxima têm maiores chances de serem escolhidas na hora da decisão de compra;

– Influencia: essa estratégia é perfeita para acelerar o processo de compra, porque o potencial cliente recebe a indicação de uma pessoa que ele confia (como diria o provérbio “o amigo do meu amigo é meu amigo”);

– A informação é transmitida de forma direcionada: seus clientes espalharão seu conteúdo para as pessoas que eles julgarem terem interesse no que você oferece (aquelas que são potenciais clientes).

Características do Marketing Viral

Assim como todas as estratégias, o marketing viral também possui algumas características específicas para que a campanha tenha mais chances de viralizar:

1. Conheça seu público-alvo

Primeiro, é preciso ter as respostas de algumas perguntas, como: que motiva o seu público? O que atrai a atenção deles? O que fará eles compartilharem? O que os emociona, entretém? Como eles consomem informação? Enfim, é preciso saber como o seu público se comporta e também sobre as pessoas que receberão a mensagem por indicação do primeiro grupo.

2. Fazer algo inesperado e relevante

Para um conteúdo se tornar viral, os espectadores precisam se identificar com a história (para ter vontade de repassar a informação). Portanto, a melhor forma de fazer isso é através de um material criativo, envolvente, que tenha ações inesperadas e que mexa com os sentimentos do público: pode ser emotivo, engraçado e/ou solidário – use a imaginação para surpreender positivamente o usuário.

3. Contar uma história

O foco deve ser a mensagem que será passada (a história em si), muito mais do que ficar apresentando o produto e a empresa (eles servem como apoio, mas não é o centro do diálogo) – não quer dizer que isso não tenha que aparecer, muito pelo contrário, mas precisa ser algo bastante sutil.

4. Utilizar canais de massa e que não exijam esforço para divulgar

A principal fonte de distribuição da mensagem são as próprias pessoas. Dessa forma, quanto mais meios você escolher para divulgar seu conteúdo, mais pessoas você irá atingir – apenas não se esqueça que você precisa mapear o seu público para saber quais são os meios mais utilizados por eles publicar nos lugares certos.

Além disso, o conteúdo precisa ser distribuído em canais gratuitos para o consumidor, como as redes sociais (para não colocar barreiras entre ele e o público), ser de fácil acesso e não exigir esforço por parte do público na hora de fazer o compartilhamento.

5. Aproveitar para fazer posicionamento de marca

Aproveite esse material para guiar a forma como você quer que sua marca seja reconhecida pelos seus clientes, ou seja, fazer o posicionamento de marca. Portanto, responsa aquelas questões básicas de “a quem o seu produto se destina?”, “qual a necessidade que o seu produto resolve?” e “qual o seu diferencial perante a concorrência?”. Lembre-se: sua marca não é o foco da história, mas deve aparecer para as pessoas saberem que você existe.

Conclusão

Chegamos ao fim desse texto. Esperamos que tenha entendido que um conteúdo, para ter mais chance de se tornar viral, precisa ter alguns pontos específicos. Por fim (e não menos importante), gostaríamos de comentar sobre as vantagens dessa estratégia: quando um conteúdo viraliza, ele aumenta a popularidade da sua empresa e a mantém em destaque no mercado, criando laços mais fortes com o usuário, assim, você tem mais vantagens de ser escolhido na hora da decisão da compra, conquista novos clientes e aumenta as vendas.