Aprenda como implementar o Picking em seu e-commerce

PICKING blog - Aprenda como implementar o Picking em seu e-commerce

Aprenda como implementar o Picking em seu e-commerce

Após criar e colocar a sua loja no ar, provavelmente as primeiras vendas começarão a surgir. A princípio, a quantidade de vendas é baixa. Por isso, separar os pedidos de forma manual ainda não é um problema – pelo contrário, é bem viável. Entretanto, depois que as vendas aumentam, este processo toma proporções maiores e se torna cada vez mais complexo. Como não existe um processo a ser seguido, o aumento de vendas pode trazer grandes complicações.

O que é Picking?

O Picking ou Order Picking é a preparação e separação dos pedidos. O termo é bem difundido para a coleta dos produtos dentro do estoque. Seu conceito tem quatro etapas: localização no estoque, coleta, separação, e documentação de saída.

Porém, para compreender esses conceitos e incorporá-los no processo de sua empresa, é preciso entender o Picking como fator de concorrência no e-commerce. Sabemos que o preço dos produtos é um fator decisivo para o consumidor efetivar a compra. Por isso, você precisa saber qual é a influência do Picking.

Sabemos que o custo de operação é um dos fatores de formação do preço de venda. Porém, neste caso, o custo de operação é o fator mais controlável, porque vai depender do seu processo e da sua eficiência executando o mesmo, independente de fornecedores ou impostos fiscais determinados pelo governo.

Então, para garantir que está desempenhando corretamente essa função, você precisa saber alguns pontos sobre sua operação de separação, como o atual valor do processo.

O Picking pode ser executado de diversas formas, sempre se adequando a necessidade da loja.

Picking discreto

No Picking discreto, cada operador é responsável por um pedido de cada vez. Isso reduz as chances de erros, pois o operador precisa dedicar sua atenção apenas a um documento para cada ordem de separação. Entretanto, este processo é menos produtivo, pois exige mais etapas e deslocamentos.

Picking por zona

No Picking por zona, os operadores e os pedidos são divididos por áreas. Quando um novo pedido chega, o responsável pela área separa os itens e os armazena em um local até que o pedido fique completo.

Neste modelo, o tempo de deslocamento dos operadores é reduzido. Porém, é necessário ter uma boa organização para não sobrecarregar determinadas áreas ou causar erros no pedido.

Picking por lote

Neste modelo, o operador espera até que seja acumulado um certo volume de pedidos, para então começar a coleta. Assim que o entregador reúne produtos comuns a alguns pedidos, distribui as quantidades coletadas.

Se a diversidade de itens no estoque for baixa, este procedimento aumentará a produtividade do operador. Entretanto, a possibilidade de erros pode aumentar.

Picking por onda 

O Picking por onda é muito parecido com o discreto, onde o operador realiza a coleta de um pedido e um produto por vez. A diferença entre eles é que no Picking por onda este recolhimento é feito em certos períodos do turno, garantindo maior eficiência operacional.

Bucket Brigades

O Bucket Brigades é outra estratégia de Picking. Seu objetivo é tornar o processo autobalanceável, compensando diferenças de produtividade entre os operadores. Neste procedimento, os operadores trabalham em sincronia, de modo que haja uma sucessão de tarefas. Uma grande vantagem deste modelo é a menor exigência de planejamento e administração.

Quando se fala de Picking, lembramos automaticamente da saída dos produtos para entrega. Porém, é fundamental lembrar que a entrada de produtos é tão importante quanto a saída, e alguns lojistas pecam nesse ponto, negligenciando a conferência quando o produto chega no estoque e confiando cegamente nos fornecedores. A falta de conferência na chegada pode ocasionar diversos problemas futuros. Se você recebe, estoca e despacha um produto, o consumidor vai acabar recebendo sua encomenda errada, e, se você não fez a reposição do mesmo no tempo correto, terá uma grande dor de cabeça.

Contar também com um sistema de ERP facilita todo o processo. Um sistema auxilia os gestores a comprarem em quantidades certas no tempo certo, organizando estoque, emissão de documentos e notas fiscais, e gerando uma economia no tempo e precisão no serviço.

Como usar o Picking em minha loja virtual?

É preciso estudar qual tipo de Picking se encaixa melhor em seu negócio. Além disso, é importante levar em consideração que todos eles possuem processos que precisam ser seguidos fielmente, como a conferência dos itens e organização do estoque. Para que isso aconteça, o estoque precisa ser funcional, por exemplo: os produtos com uma saída menor devem estar atrás dos produtos com um maior volume de vendas, além da necessidade de realizar inventários mensalmente.

Seguindo nossas dicas, sua loja terá uma entrega eficiente, trazendo uma experiência satisfatória para o consumidor e fazendo com que ele se sinta confortável para comprar novamente!

Comentários